• Instituto Luna

O que é o alta frequência?

 O alta frequência portátil é um aparelho indispensável para esteticista, desde os primeiros cursos até na faculdade já aprendemos que seu uso é fundamental para finalizar uma limpeza de pele, mas também em outros tratamentos como cauterização de regiões específicas, ativação do couro cabeludo, depilação, e entre outros.    Outras profissões como Designer de Sobrancelha, Cabeleireiro, Tricologista, Podólogos, Barbeiros já usam os benefícios do aparelho de alta frequência em suas ações e tratamentos diários.   Neste artigo vamos mostrar por que este aparelho é tão importante e indispensável para seu tratamento. Parece muita coisa?    Não se preocupe hoje irei te ensinar o que é alta frequência e como utilizar através dos 15 ensinamentos que você Esteticista, entre outros profissionais precisam saber.    Você aprenderá como funciona o aparelho de alta frequência, efeitos, técnicas de aplicação, quais são seus benefícios, onde usar, indicações, contra indicações e como fazer manutenção em seu aparelho para durar mais.   Olha, não tem material mais completo que esse, pode pesquisar em toda a internet.    Vamos nessa?    Então continue lendo este artigo e domine estes 15 itens a seguir. E não se esqueça de ler o item 12.    O que é alta frequência? Alta frequência 7 benefícios  Técnicas de aplicações gerais Efeitos fisiológicos Tipos de eletrodos Onde usar cada eletrodo Na podologia A cor do eletrodo interfere no tratamento? Tempo e quantidade de aplicação Qual área do corpo pode ser utilizado Contra indicações Qual a melhor técnica de aplicação Descubra a eletricidade estática do seu paciente O alta frequência precisa ser calibrado? Alta frequência, 3 manutenções clássicas​   1.  O que é Alta frequência?       Vamos começar por essa parte teórica.   Parece um pouco complicado, mas, é importante saber como o aparelho de alta frequência funciona, para ter controle e saber explicar para suas clientes.   O aparelho de alta frequência é formado por uma placa de comando eletrônico em uma fonte de energia que é conectada na tomada e passa corrente para uma bobina, que fica localizada no bastão ou caneta aplicadora.   Essa bobina transforma a energia e aciona o eletrodo de vidro com gás interno capaz de emitir a corrente de alta frequência e também causar a função ozônio, pouca gente sabe disso ; )   Isso que torna o Alta Frequência um aparelho indispensável em seus tratamentos, veja a seguir quais os benefícios da sua utilização.   Leia mais sobre como usar o vapor de ozônio       2. Benefícios do alta frequência       Temos relato que os primeiros aparelhos  de alta frequência fabricados no Brasil foram em 1978.   A quase 50 anos ele deixa nossa pele mais bonita e você entenderá porquê.   Quais o benefícios do alta frequência?   Lição de casa para aprender, decorar e explicar com autoridade para sua cliente.     # 7 Benefícios do aparelho de alta frequência   1 - Efeito térmico: que atua no metabolismo celular, produzindo um aumento do mesmo, e melhora da oxigenação celular, isso se deve pela vasodilatação e consequentemente ao aumento do fluxo sanguíneo.   2 - Vasodilatador: através do estímulo da circulação periférica, causando o efeito hiperemiante (vermelhidão).   3 - Bactericida: elimina bactérias anaeróbias. Bacteriostática, diminui a proliferação de bactérias aeróbias.   4 - Fungicida: eliminação de fungos. Ex.: Tinea Captis.   5 - Oxigenante: melhora a oxigenação tissular (da pele).   6 - Estimulante: pois há aumento da circulação sanguínea.   7 - Homeostático: (cauteriza e cicatriza) – estancando o sangramento. Reduz a resistência elétrica da pele.     Isso é o que torna esse aparelho de alta frequência  o melhor custo benefício. Por sua eficácia de tratamento. E valor do investimento. É tão simples, mas é tão mágico!   É o melhor retorno para você, porque, te trará dinheiro e resultado cientificamente comprovado. Outra coisa que não se compara com esses itens acima, mas também é um grande benefício.   O aparelho de alta frequência é totalmente portátil. Você consegue fazer atendimento a home care.   O bastão tem em média 19 cm e a fonte cerca 11 cm, que possibilita você levar ele para atender suas clientes em qualquer lugar.   Ah! Já ia me esquecendo o aparelho é bivolt, mas não é automático tá? Tem que verificar a voltagem da tomada e trocar na chave seletora.   Conheça o nosso aparelho de alta frequência Vizatus     3. Técnicas de aplicações gerais        Agora precisa entender sobre as técnicas de aplicação do aparelho de alta frequência. Em algumas cidades do Brasil ou em determinadas regiões os nomes variam, tá gente.   Separamos 4 tipos de técnicas que aliados aos benefícios que citei acima, tornam este aparelho indispensável para o profissional de beleza.     1 - Fluxação ou Efluviação: técnica com passagem lenta e por igual dos eletrodos, geralmente eletrodos com superfície plana, em contato direto sobre a pele.   Esta técnica é indicada nos casos de: pós depilação, tratamentos capilares com o eletrodo pente, pós limpeza de pele onde necessita da ação bactericida, fungicida e bacteriostática do ozônio.   Pode-se utilizar o auxílio de uma gaze para o melhor deslizamento do eletrodo. 2 - Faiscamento direto: Aplique o eletrodo um pouco afastado da pele provocando faíscas, nesse método de aplicação ocorre a formação de Ozônio.   Esta técnica é indicada nos casos de: pós depilação, tratamentos capilares com o eletrodo pente, pós limpeza de pele como bactericida e fungicida. 3 - Faiscamento indireto: o cliente segura o eletrodo saturador em uma das mãos e a bobina na outra, (retire objetos de metal que o cliente esteja usando) o profissional atua na pele deste cliente realizando tamborilamento ou pinçamento.   Essa técnica permite tonificar e estimular as terminações nervosas da pele, além de permitir a permeação de ativos cosméticos. 4 - Fulguração: técnica que utiliza o eletrodo fulgurador ou cauterizador com o faiscamento direto, nessa aplicação obtêm-se a formação do ozônio que agirá na cicatrização e no estancamento de sangue (efeito homeostático). Também é utilizada após esvaziamento de pústulas pós limpeza de pele.        4. Efeitos fisiológicos   Você já leu este post até aqui, deve estar pensando: Meus deus, ainda tem mais coisa boa sobre este aparelho. A resposta é sim.   Então tome nota desses efeitos, e você conseguirá fazer diversos tratamentos. Além do mais, você pode usufruir mais do aparelho que tem em mãos.     # 7 Efeitos fisiológicos do alta frequência portátil​   1 - Trófico, o ozônio ajuda numa ação direta de inibição e nutrição sobre as fibras nervosas e uma ação reflexa sobre a revitalização e troca de tecidos.    2 - Vasodilatador, estimula a circulação periférica, promovendo a hiperemia e ação vasodilatadora.   3 - Analgésico, ocorre uma diminuição do fenômeno álgico quando se aplica ozônio.   4 - Anti-inflamatório, com o aumento do fluxo sanguíneo ocorre consequentemente o aumento da presença de elementos de defesa do organismo no local da lesão. Elimina, ainda, germes e bactérias, comuns em processos inflamatórios como, por exemplo, em lesões abertas.   5 - Cicatrizante, a ação do ozônio, sobre uma ferida, exerce uma aceleração no processo de cicatrização. Ela maximiza o processo de epitelização, que acontece da periferia para o centro.   6 - Bactericida e Anti-Séptico, esta ação deve principalmente, à formação de ozônio, que reage com diferentes compostos provocando uma oxidação que explica suas propriedades germicidas e anti-sépticas.   7 - Efeito Térmico, devido à um arco voltaico que se forma entre o eletrodo e o indivíduo tratado, deixando sobre a pele certa quantidade de energia em forma de calor. Esta elevação de temperatura, apesar de branda é capaz de aumentar o metabolismo e, consequentemente, incrementar a oxigenação celular e eliminar o anidrido carbônico.       5. Tipos de eletrodos        São mais de 20 tipos de eletrodos, acredito que muita esteticista que esteja iniciando na carreira irá ler este post.O que posso te falar sobre os tipos de eletrodos é que cada modelo serve para um tipo de aplicação.    Quanto às funções, de uma forma geral são bem similares, com exceção dos eletrodos cauterizador e saturador.Vão variar apenas no formato e dependerá do seu gosto e costume com cada eletrodo.    Em relação aos dois modelos que citei acima, esses sim, tem uma variável.    O cauterizador você consegue aplicar a técnica de cauterizar que é bem importante em alguns tratamentos. O Saturador já te permite realizar uma técnica de estimulação elétrica interna. Que é sensacional.    E mesmo que não for utilizar todos os modelos é importante conhecer cada modelo. Conhecimento nunca é de mais. Até mesmo para profissionais mais experientes pode ver as imagens e tirar algumas dúvidas, não é mesmo?       6. Onde usar cada eletrodo       Cebolão: Esse eletrodo geralmente você usa em regiões grandes e de superfícies mais “planas”. Sua área de contato é maior e tem esteticista que gosta de usar no rosto também, não tem problema, pode ser usado é mais questão de gosto e manuseio.   Sugestões de regiões: Testa, Bochecha, Pescoço, Colo, Abdômen, Virilha, Costas, Pernas, Axila, Planta do pé.   Cebolinha: Esse modelo de eletrodo você usa em regiões menores e com superfícies “disformes”. Ele é ótimo para contorno do nariz, contorno de boca por ele ser menor, facilita a passagem no rosto.   Sugestões de regiões: Nariz, contorno de Boca, Sobrancelha, Orelha, contorno de Olho.   Cauterizador ou Fulgurador: Esse modelo de eletrodo você usa em qualquer região do corpo. Sua função é mais específica como o próprio nome já diz. É um cauterizador e pode ser usado de duas formas, faiscamento direto e indireto.   Sugestões de regiões que tenham uma inflamação exposta, uma pústula aberta, uma foliculite, uma micose é para regiões pontuais. Por exemplo após depilação, aplica em alguns pontos.     Forquilha: Esse modelo é perfeito para usar após barba em homens, em pós depilação de coxa, panturrilha, e virilha por conta do seu formato facilitar o manuseio.   Sugestões de regiões: Pescoço, Pernas, Virilha, Axila     Pente: Esse modelo de eletrodo você utiliza no couro cabeludo, e os resultado são simplesmente maravilhosos. No fio não me recordo de terem estudos científicos que comprovam sua eficácia, mas sou suspeita a falar, se o ozônio tem resultado científico que atua no corpo inteiro por que não atuaria no fio.   Faça o teste para ver o brilho e a diminuição do frizz que dá.  Deixo dois desafios para você:   1 - Divida o seu cabelo em duas partes e passe o alta frequência em apenas uma das partes por 2 ou 3 minutos em seguida olhe no espelho e passe a mão em cada parte.   2 - Que tal fazer um estudo científico sobre este assunto?   Converse com sua professora e mentora para te ajudar na criação do seu método de aplicação.      Rolinho: Esse modelo eu indico para áreas grande também como Coxa e Costas, mas assim como os outros modelos vai muito de gosto de cada esteticista, conheço muitas esteticistas que amam usar o rolinho no rosto. A função é a mesma do eletrodo Cebolão e Cebolinha a única diferença é o formato de aplicação e o deslizamento do eletrodo.  Saturador:  Esse modelo é um dos meus favoritos e em alguns casos acredito que seja o mais potente, vou te explicar por que, ele tem dentro do vidro uma mola e essa mola aumenta a passagem de corrente pelo eletrodo. Seu método de aplicação tem outra sistemática, sua cliente segura com uma das mãos um eletrodo e a outra mão o bastão. E você irá fazer um tamborilamento na região. Isso faz com que induz corrente para o local e facilite a permeação de ativos.       7. Na podologia      O uso do alta frequência é bem visto na área da podologia.   Os benefícios são os mesmos, apenas existem eletrodos com modelos anatômicos para se adaptarem ao tipo de aplicação. Na podologia temos esses modelos e locais que você irá utilizar cada eletrodo.   1. Poção grande, serve para colocar na ponta dos dedos e criar uma área localizada de tratamento em volta da unha.   2.  Poção médio, segue o mesmo modelo de tratamento, ele só é apenas um pouco menor.   3. Pocinho, esse modelo de eletrodo você irá utilizar em retiradas de verrugas, “Olho de peixe” para cicatrizar.   4. Antirruga, este modelo tem uma ponta bem fina e você consegue utilizar nas laterais das unhas.   5.  Rabo de baleia, seu formato permite acessar os cantos  e polpa das unhas.       8. A cor do eletrodo do alta frequência interfere no tratamento?    Essa é uma dúvida recorrente, recebo muitas perguntas. Por isso, acredito que seja interessante ressaltar aqui. Antigamente existiam 3 tipos de cores nos eletrodos. Azul, lilás e laranja.   Falavam que dentro de cada eletrodo existia um tipo de gás (Argônio, xenônio e neônio). O fato é que estamos em 2018 ano que escrevo este artigo. Não sabemos ao certo o que cada gás era, e se de fato cientificamente contribuía para fins terapêuticos.   Em minha pesquisa não encontrei nenhum relato, material ou dados que comprovem seus fins terapêuticos relacionados com a (cor + tipo de gás interno).   Hoje no eletrodos, temos a grande parte predominante na cor laranja em poucos casos na cor lilás. Por exemplo: Não existe nenhum teste feito em eletrodo pelo INMETRO para analisar que tipo de gás existe internamente.   Os equipamentos de alta frequência utilizam eletrodos de vidro ocos e contém em seu interior, geralmente, vácuo parcial ou um gás.   Os eletrodos de vidro funcionam como um transdutor, com a função de conduzir a corrente gerada pelo equipamento até o paciente por meio de acoplamento e os gases, dentro dos eletrodos, têm a função de conduzir melhor o fluxo de corrente.   As cores e o tipo de gás utilizado para acionamento do eletrodo não interfere na função principal do aparelho ou do tratamento. Por tanto, posso afirmar que a cor do eletrodo de alta frequência não interfere no tratamento. Inclusive se reparar os eletrodos mais novos têm menos cor que os de antigamente, e funcionam perfeitamente.      9 - Tempo e quantidade de utilização   Como tudo na estética, ou tratamentos de beleza em geral.   O ideal é lidar com cada caso de forma específica.   Sempre fazer uma análise e avaliação detalhada de cada paciente.   De uma forma bem genérica.   Você pode utilizar de 2 a 5 minutos em tratamentos mais simples como: pós limpeza de pele, pós depilação, pós limpeza da sobrancelha.     E em alguns casos pode ser tratado de 10 a 15 minutos como: tratamentos capilares, contra fungos, e cicatrização.   Quando a aplicação se dá no corpo, o tempo de aplicação pode variar de acordo com o tamanho da área a ser tratada.   Também varia, com cada tipo de tratamento.   Não tem relatos quanto a tipos de tratamentos que duram por exemplo, 40 minutos.   Também não tem necessidade de todo esse tempo de aplicação.   É importante o profissional, saber o benefício do aparelho, a técnica de aplicação com descrevo neste artigo.   Para poder controlar de fato o tempo de utilização de acordo com cada cliente e tipo de tratamento.   O que você está tratando? Qual o resultado que deseja atingir? Para que vai usar o alta frequência?   São perguntas que a profissional precisa fazer e estar apta a responder antes de determinar o tempo de aplicação.       10. Qual área do corpo pode ser utilizado?    De uma forma geral o alta frequência tem uma excelente aplicação em todas regiões do corpo.   Salvo pouquíssimas exceções.   Por exemplo: Olho, orifício anal, vagina, feridas com sangramento, entre outros que falarei a seguir na parte de contra indicações.   O alta frequência é um aparelho que costumo chamar de simpático, ele tem ótima aceitação do corpo e dos pacientes.   Basta tomar alguns cuidados e utilizar com a devida responsabilidade que todo material da área da saúde exige.      Para finalizar.   Se ainda ficou com dúvida, o aparelho de alta frequência pode ser usado no rosto, no braço, costas, barriga, pernas, glúteo, unhas, mãos, pés, couro cabeludo e fios.       11 - Contra indicações   Separei algumas contra indicações para te auxiliar, pois, estas dúvidas sempre aparecem na hora de utilizar com diferentes pacientes.    Veja a lista a seguir, caso ainda tiver dúvidas deixe seu comentário no final do post que te ajudo.    - Utilização em áreas da pele que estejam úmidas e/ou com produtos que contenham substâncias inflamáveis, como álcool, éter, etc.; - Regiões que apresentem manchas ou nervos de coloração e espessura alteradas; - Aplicação em locais onde existam próteses metálicas; - Em portadores de marca-passo cardíaco artificial e/ou de qualquer outro dispositivo eletrônico implantado e/ou na proximidade desse tipo de pacientes; - Epilepsia; - Gestantes; - Neoplasias; - Diabéticos descompensados; - Alterações de sensibilidade. - Pacientes com câncer ou em tratamentos de radioterapia e quimioterapia.       12 - Qual o melhor técnica de aplicação     Como já mostrei no Capítulo 3 técnicas de aplicações gerais, existem quatro tipos de técnicas todas bem eficientes.   Fluxação, Faiscamento direto, Faiscamento indireto e Fulguração.   As quatro técnicas de utilização do alta frequência têm resultados testados e aprovados por milhares de esteticistas, cabeleireiros, micropigmentadoras, podólogos, barbeiros e profissionais de beleza em geral.   E também por todas as marcas que assim como nós da Morion desenvolvem e fabricam o aparelho de Alta Frequência para estética.   Se você me perguntasse qual é a melhor?   Eu não poderia responder apenas uma.   Mas, confesso que tenho uma em particular que gosto muito!   Peço que você olhe para esta técnica com carinho.   Pois, vejo que poucas profissionais utilizam.   Talvez por receio de executar, ou falta de informação.   Essa técnica é a de Faiscamento indireto ou Tamborilamento onde a cliente segura o bastão com uma das mãos e o eletrodo com a outra mão.   E o profissional realiza um tamborilamento ou pinçamento com as mãos na região trabalhada.   Essa técnica trabalha com a corrente interna do paciente e facilita a permeação de ativos absurdamente, rs. É muito boa mesmo.   Isso que torna ela minha preferida, mas todas são excelentes técnicas e seus resultados também.       13 - Descubra a eletricidade estática do seu paciente     Que o corpo humano precisa de energia, não é novidade para ninguém.   Obviamente o profissional de estética e beleza não ficará com uma placa ou alguns instrumento de medição para saber exatamente a quantidade de energia de um paciente.   Mas, quando falamos de tratamento de alta frequência é importante ter noção básica.   De como funciona o corpo humano, para explicar isso para seu cliente.   As pessoas reagem de maneira diferente à intensidade do sinal. Assim é importante que o ajuste seja feito com o auxílio da(o) paciente e sempre com o cuidado de evitar a sensação de dor.   Aumente a intensidade lentamente, perguntando a sensação para a(o) paciente   Por que falo deste assunto?   De individuo para individuo existe uma variação muito grande do acúmulo ou não de energia estática devido a diversos fatores.   Dependendo paciente, ao tocar a porta do carro ou qualquer parte metálica pode tomar um choque.   E também existe a sensibilidade ao tratamento com corrente elétrica.   O alta frequência trabalha exatamente com isso.   Embora tenha a função ozônio, a base do tratamento também é por passagem de corrente elétrica.   Então recomendo, que antes de cada aplicação converse com seu paciente.  Pergunte se ele tomou choque ultimamente ao encostar na tela da televisão, em parte metálicas , por exemplo.  Se ele tem sensibilidade ou medo de choque, essas perguntas evitam constrangimentos e prepara seu cliente, na verdade tranquiliza ele para receber o tratamento.   Isso é muito legal, é papel do profissional de estética e beleza.     14 - O alta frequência precisa ser calibrado?    Gente, não caiam nessa!   Sério, com a falta de informação generalizada e o uso dos termos mudam constantemente, Alguns espertinhos aproveitam para faturar em cima da gente na hora da manutenção.   Você tem que saber que calibração é apenas para aparelho de endermologia e ultrassom Aparelho de Alta frequência não precisa de calibração.   Já tivemos relato em nossa assistência técnica de clientes que falaram que tiveram que pagar para o aparelho ser calibrado.   A grosso modo, calibrar e um método de verificar e ajustar o vacuômetro se está marcando precisamente a saída ou entrada de vácuo.   O que você precisa fazer e que recomendamos para nosso aparelho Vizatus é uma manutenção a cada 12 meses de utilização.   Para verificar como a corrente está sendo emitida, se o botão está acionado de forma correta, se a bobina está funcionando e etc.   Como fazemos na manutenção periódica de um carro por exemplo. Ok?   A seguir listo 3 manutenções clássicas que em muitos casos acontecem.        15 - Alta frequência, 3 manutenções clássicas   Algumas manutenções  são clássicas de acontecer no aparelho.   Listei apenas 3 aqui para que caso aconteça com você não se desespere ou jogue o aparelho fora.   Importante saber que aparelho de alta frequência tem conserto na maioria dos casos.   O que acontece geralmente é um desgaste natural das peças.   Veja a lista a seguir:    1 - Ligação na voltagem errada, o aparelho desliga e em alguns casos sai fumaça, geralmente queima o transformador do aparelho, peça que recebe e transforma a energia.   2 - Bocal frouxo, de tanto colocar e retirar o eletrodo no bocal, que encaixa o eletrodo se solta e fica frouxo, isso é um clássico desgaste natural de utilização.    3 - Mau contato no fio do cabo do bastão, de tanto movimentar o fio naturalmente se rompe internamente depois de um tempo de utilização.   Esses e mais outros problemas tem reparo, fique tranquila.   Conclusão O aparelho de alta frequência é um aparelho que oferece ao profissional de beleza benefícios por um baixo custo de investimento. Suas propriedades trazem um benefícios para diversos tratamentos e aplicações em limpeza de pele, pós depilação, tratamentos capilares, diminuição de foliculite, através de suas ações bactericidas, fungicida e cicatrizante.


Gostou do conteúdo:?Compartilhe


obs (autoria da Informação extraída da internet de sites confáveis)

102 visualizações
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

Instituto Luna® - Luna Cosméticos®

Av. MarechaL Rondon, 2051, Morada do Vale I, Gravataí RS

(51) 98444.7535
www.facebook.com/InstitutoLunaRS