A MUP foi desenvolvida com a alta tecnologia que intensifica a ação dos agentes implantados ao fio. Uma linha completa e exclusiva para uso profissional, com 63 cores e  que oferece cuidado e respeito a cada fio com maior proteção do couro cabeludo.

Desenvolvida a partir  de pesquisas minuciosas sobre a particularidade de cada fio e a necessidade de especialistas que buscam transmitir a seus clientes excelência em resultados e soluções inovadoras.

 

QUATRO REGRAS BÁSICAS PARA FORMAÇÃO DE COR

Para criar resultados de cor, comece avaliando a cor e as condições do cabelo de sua cliente. Esse diagnóstico lhe ajudará a determinar como atingir os resultados que você e sua cliente querem. Comece com o fio de cabelo limpo e seco.

PASSO 1:

DETERMINE A COR NATURAL DA QUAL VOCÊ ESTÁ PARTINDO E O PERCENTUAL DE BRANCOS

A cor em cabelos naturais é a definição referencial de quanto escuro ou claro é um cabelo. Tipicamente, as referências de cor variam do 1, a mais escura (preto), até  a altura 10 (louro claríssimo), como podemos ver antes nas escalas de melanina. Porém, diferentes marcas de coloração podem apresentar definições ligeiramente diferentes.

 

AJUSTANDO PARA CABELOS COM MAIS DE 50% DE BRANCO

PASSO 1 – Ajuste de tom:

Cabelo sem pigmento tem um tom frio. A utilização de cores frias em cabelos brancos resultará numa cobertura incompleta. Para obter a cobertura completa de cabelos brancos, adicione um tom natural ou dourado à fórmula da coloração.

 

PASSO 2:

DETERMINE A ALTURA DE TOM QUE DESEJA ATINGIR

Consulte sua cliente e determine se a cor será mais clara, mais escura, da mesma altura de tom ou somente uma mudança de nuance.

 

PASSO 3:

DETERMINE A NUANCE DESEJADA

O tom da cor é a sua nuance dominante. Todos os tons podem ser descritos como quentes ou frios.

 

PASSO 4:

ESCOLHA O OX ADEQUADO

A escolha correta do ox definirá o grau de clareamento a ser atingido.

 

COLORAÇÃO MUP COLOR